Escolha uma Página
20 Ideias de Conteúdo para Garantir Muitas Visitas ao seu Blog

20 Ideias de Conteúdo para Garantir Muitas Visitas ao seu Blog

Ter sempre novas ideias de conteúdo para postar em seu blog pode ser bastante cansativo. O que eu quero dizer é: quem consegue ser tão criativo o tempo todo? Parece que já existem posts sobre tudo, o que mais resta pra postar?

De qualquer forma, todos nós sabemos que o marketing de conteúdo é uma ferramenta de marketing bem importante para qualquer tipo de site (e negócio).

Hoje em dia, qualquer pessoa produz e publica conteúdo. Se você ainda não, então talvez você seja invisível no mundo online, porque provavelmente até sua mãe faz isso!

Para evitar essa situação e aliviar a pressão, decidimos te ajudar.

Neste artigo, você encontrará uma série de ideias de conteúdo de blog já comprovadas, incluindo informações detalhadas sobre como sobressair nesse mundo online.

A seguir, algumas ideias para manter o seu site com conteúdo épico e sendo sempre visitado:

1) Lista em Tópicos

Quando falamos de posts para blogs, essa dica aqui é clássica. O ponto forte desse formato é que ele dá soluções em partes, de uma forma clara, prática e objetiva.

Quando você faz uma postagem em tópicos, existe uma regra: quanto mais detalhado, melhor!

Faça com que seus leitores sintam que aprenderam tudo o que eles precisavam sobre esse determinado assunto, e aí você terá um leitor assíduo que continuará voltando para consumir mais conteúdo em seu blog.

2) Links e Ferramentas Úteis

Ter links e ferramentas úteis para o acesso dos leitores é uma forma interessante de disponibilizar conteúdo.

Isso agrega valor tanto para os leitores como para o criador do blog, porque é uma forma de estabelecer contato com outros fornecedores de informações, e posteriormente ter uma possível forma de divulgação do seu blog através dessas ferramentas e links compartilhados.

Quando você criar um post deste tipo, não se esqueça de dar uma explicação, escrever uma breve mensagem informando o motivo de você ter incluído isso, pois agregará um valor extra.

3) Checklists

Quem não ama listas de ‘coisas a fazer’ (famosas To-Do List)? Estamos o tempo todo criando esse tipo de listas, a começar nas vésperas de ano novo, lista de compras…

O que diferencia esse tipo de lista, da lista de tópicos, citada antes, é que esses tópicos aqui se referem a ações.

Checklists são feitas para direcionar os leitores a um objetivo específico, levando eles a passos específicos que são extremamente úteis.

Você pode criar um post tão útil que as pessoas vão querer até imprimir, ou tirar um print pra levar junto com elas.

4) Tutoriais

Este outro tipo de post é bastante comum e está por aí em muitos lugares. Mas é por uma boa razão, porque resolver problemas é sempre uma ótima estratégia de marketing.

Quem não quer aprender a fazer coisas sozinho, para resolver mais facilmente os seus próprios problemas?

Quando você fizer algum post assim, quanto mais detalhes você der, melhor!

Tente ser super específico e tente dar muitos detalhes, pense que seus leitores não sabem de nada, e mostre tudo da forma mais fácil possível, passo-a-passo, de uma forma que qualquer um possa seguir os passos.

Ah, e não se esqueça da parte visual, que deixa tudo mais interativo, e menos chato.

5) Conteúdo Pesquisado

Enquanto um conteúdo original é desejável, nem tudo no seu blog precisa ser de sua própria criação. Buscar informações e filtrar essas buscas também é uma opção válida.

Afinal de contas, é por isso que as pessoas leem as notícias, pra descobrir as últimas informações. Se você puder fazer isso para a sua área de interesse, você terá uma certa autoridade.

Quando você postar algo nesse formato, tente ser claro e objetivo ao máximo, ao invés de escrever muito.

Melhor ainda, adicione comentários de sua própria opinião e visão sobre o assunto, e outras informações adicionais.

6) Pesquisa Original

Ao mesmo tempo, se você puder oferecer conteúdo original é sempre uma boa opção. Especialmente se for super útil, e se for algo que ninguém mais pode oferecer para o seu público, o que é uma forma ótima se sobressair na sua área de interesse, e dos seus leitores.

Mas isso não quer dizer que você precisa postar algo longo, porque isso não é sinônimo de conteúdo épico, contanto que você possa oferecer um conteúdo de valor.

7) Estudos de Casos

Continuando nesse tema de pesquisas, o estudo de casos também se encaixa. Eles são uma ótima forma de ajudar a sua audiência, enquanto ainda produz conteúdo sobre um produto.

Se esse serviço, produto ou conteúdo ajudou as pessoas a atingirem algo que desejavam, então por quê não contar a outros sobre isso?

Só lembre que o foco está em resolver problemas e ajudar outros.

8) Experiência Pessoal

Não é necessário que você faça pesquisas e estudos apenas baseados em outras pessoas. Você pode fazer um estudo de caso baseado em você mesmo!

Tim Ferris ficou muito famoso, e fez muito sucesso, principalmente porque ele passava experiências que viveu, e passou os resultados para outras pessoas.

Você pode fazer o mesmo (talvez não no mesmo nível). Se você tem algumas lições importantes para compartilhar, um problema que muitas pessoas passam, e que você superou, então você pode ajudar outros.

Histórias de vida e conselhos sobre como agir são conteúdos poderosos!

9) Posts Pessoais

Quando se trata de um post falando sobre você mesmo, revelar mais detalhes sobre quem você é para o público pode ser uma grande estatégia!

Afinal de contas, todos nós queremos nos conectar uns com os outros. Conhecer mais da pessoa que está escrevendo por trás da tela do computador, proporciona essa sensação, de enxergar através da tela.

A propósito, James Altucher conquistou muitos e leais seguidores por falar em público sobre suas falhas.

Outras ideias de coisas que você pode escrever é sobre coisas que ninguém sabe sobre você, histórias engraçadas, embaraçosas, contar sobre alguma coisa em que você já fracassou, algo que te deixa triste, o que você gosta de ouvir, ler, assistir, objetivos que você quer atingir, e o progresso que você tem feito pra chegar até eles.

As variedades de coisas que você pode falar são infinitas, e de qualquer forma, é você quem decide o quanto vai revelar sobre você mesmo. Afinal de contas, privacidade também é importante.

10) Seja uma Inspiração

Todos amam ouvir sobre histórias dos desafios e batalhas dos outros, especialmente se as histórias acabam em sucesso.

Porque no fim, é o que queremos para nós mesmos.

Inspirar outros é uma estratégia ótima, porque você vai sempre ser lembrado, como referência na vida daquelas pessoas a quem você inspirou.

11) Resenhas

Fazer resenha sobre coisas que você usou, usufruiu de alguma forma como produtos, livros, ou filmes que você assistiu, é sempre uma boa forma de oferecer conteúdo valioso para a sua audiência.

Existem milhares de canais no Youtube que funcionam apenas disso, então por quê não funcionaria para você?

O formato de uma resenha se baseia sempre numa introdução, prós e contras em seguida, e por fim uma conclusão.

Se o produto em foco for um livro, não se esqueça de organizar em tópicos as partes mais importantes.

E não se esqueça de disponibilizar links, para convidar as pessoas a usarem também esses mesmos produtos.

12) Comparações

Uma variação de fazer resenhas é não apenas escrever sobre um determinado produto, mas também compará-lo com vários outros dentro da mesma área/gênero.

Isso faz bastante sentido, se você usar produtos bem parecidos, mas de marcas diferentes.

Quando você escrever um post de comparações tente ser justo, evidencie os pontos fortes e fracos de cada um e dê sua opinião pessoal para finalizar.

13) Perfis e Entrevistas

Conteúdos de blog nem sempre precisam ser sobre você mesmo. De fato, é sempre uma boa ideia escrever sobre outros. Você pode usar pessoas que são grandes influências na sua área de interesse, e dos seus leitores, e dar informações como: o que eles fizeram, como fizeram, e como/o que outros podem aprender com isso.

O formato de entrevistas são bem parecidas, mas de qualquer forma, o conteúdo final vai ser sempre diferente.

Tudo o que você precisa pra realizar isso é encontrar alguém que vale a pena conversar.

Depois, você só precisa decidir se vai fazer a entrevista por e-mail, skype, telefone, ou pessoalmente.

Se a entrevista for gravada por áudio ou vídeo, não se esqueça de transcrever, para ficar disponível através das ferramentas de busca, e ser mais fácil de ser encontrada.

14) Polêmicas

Muitos blogueiros e influenciadores tentam seu máximo para não ofender a ninguém. Mas talvez fazer o oposto seja o caminho certo a seguir.

Com isso, eu não quero dizer que o certo é começar a insultar as pessoas aleatóriamente, mas começar a falar sobre coisas desconfortáveis, tomar posições fora do comum, ou falar o que você pensa.

Se você tem uma opinião forte sobre um determinado assunto, talvez seja a oportunidade perfeita pra você começar a falar sobre isso e mostrar sua personalidade, você pode falar sobre algo que você é apaixonado, e que deseja se envolver.

Mas não comece a argumentar só para chamar a atenção, você não quer ser como um adolescente mimado, não é mesmo?

Abra discussões, mas só se o objetivo for agregar valor.

15) Infográficos

Estes são conteúdos bastante eficientes. Isso acontece porque o cérebro humano processa a informação mais rápidamente através de imagens.

O problema é que produzir esses infográficos envolve esforço. Não é só o visual que precisa ser bom, mas também a informação que vem com ele.

Por esse motivo, é sempre melhor contratar um profissional na área.

16) Apresentações

O Power Point pode ser uma ferramenta muito útil para produzir apresentações informativas, e é por essa ferramenta que muitas reuniões de negócios são sustentadas. E elas funcionam bem, se usadas corretamente.

Dessa forma, você também pode conseguir leitores para o seu blog, mas lembre-se, você tem que saber usar corretamente, existem muitos guias na internet para quem está iniciando.

17) Podcasts

Recentemente os Podcasts resurgiram com tudo. Muitos blogueiros famosos aderiram à essa ferramenta.

Por quê será? Podcasts são fáceis de produzir, muito pessoais e existe uma audiência que anseia por informação através de áudio.

18) Vídeos

Outro meio de informação que o público anseia por conteúdo são os vídeos. E é por isso que o Youtube, por exemplo, não para de crescer, pois muitas pessoas que costumavam ser blogger, passaram a disponibilizar conteúdo por lá.

Vídeos te dão a oportunidade de apresentar personalidade e informação ao mesmo tempo. Além do mais, a tecnologia é uma aliada, pois agora se pode produzir esse conteúdo através das câmeras de celulares, laptops, etc.

E você ainda pode carregar o seu vídeo online através de plataformas que fazem isso gratuitamente, como o Youtube, antes citado.

19) Notas sobre Eventos

Eventos são sempre ocasiões divertidas em uma indústria. Mas infelizmente nem todo mundo sempre pode ir. Por quê não fazer um grande favor a eles, e compartilhar os principais acontecimentos nesse evento?

Conteúdos sobre o que aconteceu, informações importantes, imagens, vídeos, isso tudo pode agregar muito valor a fonte de informações que a sua indústria oferece.

20) Citações

Às vezes, você não tem nada para falar, ou não sabe exatamente como falar algo. Nesses momentos, tudo bem se você usar as palavras de alguem para dizer algo, através de citações.

Você pode não só usar a frase que alguem citou, como criar uma postagem inteira falando sobre essa frase.

Citações podem ser inspiradoras, e dependendo da fonte, podem carregar um peso enorme, se vier de alguém que exerceu um grande papel na história, por exemplo.

Tudo bem se você cair na rotina e acabar usando o mesmo formato de postagem para o seu blog várias vezes.

Tudo bem se for uma fase, mas pode acabar ficando entediante para você e para os seus leitores.

Felizmente, existem muitas ideias ainda além das que foram citadas acima!

Você pode usar essas dicas aqui como um pontapé para muitas outras novas ideias.

Experimente uma a uma, crie uma mistura entre elas, e vá vendo os resultados que você consegue, até chegar onde você quer chegar, use sua criatividade!

8 Ideias para o Marketing de Conteúdo Colaborativo

8 Ideias para o Marketing de Conteúdo Colaborativo

Algumas companhias contratam uma só pessoa responsável para gerenciar seu marketing de conteúdo.

Existem algumas vantagens nisso, como manter controle e domínio total sobre o assunto vindo de uma só visão e voz. Mas se só uma pessoa estiver trabalhando no conteúdo, se perdem os benefícios da colaboração.

Marketing de Conteúdo Colaborativo é exatamente o que parece ser; Várias pessoas trabalhando juntas numa parte de conteúdo, geralmente para uma marca. Isso pode envolver pessoas de dentro de uma organização, influenciadores de fora, ou até mesmo da concorrência em alguns casos.

Mas por quê isso é tão eficiente? E quais são as melhores formas de criar esse vínculo?

Por quê a Colaboração é Poderosa?

Esses são os três principais motivos do por quê de eu amar colaboração em marketing de conteúdo:

Recursos

Colaboração é a melhor maneira de compartilhar recursos e complementar a área de especialidade das respectivas pessoas envolvidas. Por exemplo, se você for bom em pesquisas e o seu colaborador tem uma habilidade especial em produzir imagens, vocês podem trabalhar juntos e combinar suas áreas específicas para criar uma infográfica excepcional.

Perspectivas

Com duas ou mais vozes trabalhando juntas em uma só peça, você terá como incluir mais perspectivas – e como consequência, uma melhor – e mais ampla visão sobre determinado assunto. Mesmo se vocês estiverem de acordo sobre um problema, vocês podem gerar diferentes pontos e conclusões em cima disso.

Audiência

E por último, mas não menos importante, se você estiver trabalhando com dois ou mais influenciadores na indústria, você vai instantâneamente multiplicar seu potencial de audiência e leitores. Por exemplo, se você fizer parceria com um influenciador que tem 10 mil seguidores nas mídias sociais, quando sua peça estiver complete, você terá 10 mil impressões a mais, sobre o seu trabalho.

Isso faz do conteúdo colaborativo uma ferramenta poderosa para atrair e compartilhar e conectar.

Então, que tipo de conteúdo pode ser criado dessa forma?

1) Estudos Mútuos

Uma pesquisa original é sempre um protótipo com conteúdo sólido, desde que os detalhes sejam ricos. Um dos lados ruins, é claro, é que pesquisas originais levam muito tempo e/ou dinheiro para serem produzidas. Você vai precisar das ferramentas certas para o trabalho, pelo menos um técnico em análise de dados, e tempo para reunir e destrinchar as informações. De qualquer forma, se você tem múltiplas organizações trabalhando no mesmo projeto, você pode dividir os custos associados com a pesquisa – ou, se você é ambicioso dobre a extensão do estudo. Quando terminado, você poderá compartilhá-lo com glória!

2) Entrevistas e Comissão de Jurados

Se você está interessado em escolher o cérebro de um influenciador industrial ou talvez um grupo de influenciadores industriais, considere dar entevistas ou participar de uma comissão de jurados com perguntas e respostas. Crie suas perguntas antes, e depois grave a entrevista por audio ou video. Quando acabar, você pode editar, escrever a transcrição do arquivo e publicar. Há boas chances de que seu entrevistador irá compartilhar com os fãs dele. Então escolha alguem com uma influência social significante.

3) Use Podcasts na sua estratégia
de Marketing de Conteúdo

Podcasts são incrivelmente populares agora, e a popularidade deles continua subindo; 24 porcento dos adultos tem ouvido podcasts no mês passado, 21 porcento a mais do que no ano passado. Se você está interessado num formato mais descontráido de produzir conteúdo regularmente com outro contribuidor, um podcast é o formato ideal; Você pode ter conversas normais com o apresentador sobre tópicos relacionados à sua indústria, e vocês dois juntos podem promover e sindicá-la.

4) Divida sua Peça de Conteúdo em Duas Partes

Se você está interessado nos benefícios de colaborar, mas não quer que suas vozes colidam uma com a outra, considere escrever: “parte um” em uma série de duas partes, e passar a tocha para o seu colaborador na “parte dois”. É um bom motivo para interligar os seus blogs, e você irá facilmente ser capaz de compartilhar o trânsito desta forma. Você também não vai ter que se preocupar em pisar no dedo do pé do outro na criação do processo.

5) Parcerias e Guest Posts

Se você é especialista em uma forma de conteúdo, procure uma parceria com alguém especializado em um tipo complementar e produza um conteúdo multimídia em conjunto. Por exemplo, você pode fazer parceria com um design gráfico e fornecer a parte escrita do conteúdo; Como você sabe, imagens legais podem ajudar um conteúdo a se tornar viral.

6) Frases Motivacionais e Contribuições

Você também pode reunir frases e contribuições de uma série de influenciadores, em vez de trabalhar com eles um por vez. A melhor maneira de fazer isso é fazer uma pergunta aberta, como “qual a sua melhor recomendação para _____?”. Então, você só terá que copiar / colar, adicionar credenciais e informar seus participantes quando a postagem estiver ao vivo.

7) Perspectivas de Funcionários

Se você estiver interessado em mostrar a força e a natureza comunal da sua marca, você poderia convidar seus funcionários a compartilhar suas perspectivas individuais em uma única publicação. Por exemplo, você poderia pedir aos membros da sua equipe para compartilhar “um dia na vida”, uma visão rápida do que eles fazem para a organização como um todo. Use esse tipo de conteúdo com moderação, pois ele pode não ter tanto valor assim para o usuário final como as entrevistas e as pesquisas originais.

8) Estudos de Caso

Finalmente, considere parcerias com um dos seus clientes para criar um estudo de caso aprofundado. Você pode promover sua marca em seu trabalho e simultaneamente mostrar o que sua marca pode fazer.

Estes são apenas oito exemplos que se beneficiam fortemente da colaboração, mas o céu é o limite aqui. Qualquer número de conteúdo trabalhado por várias pessoas tem potencial para ganhar mais exposição.

Claro, existem algumas desvantagens para a colaboração de conteúdo – incluindo os efeitos esquizofrênicos de ter múltiplas vozes em uma peça -, mas as chances são de que o conteúdo colaborativo apenas constitua uma fração de seu corpo total de trabalho.

Vale a pena tentar! Você pode ficar impressionado com seus resultados.

— Traduzido da Forbes.